quinta-feira, maio 10

Falha, falha, das grandes...



... foi não referir o Dia da Mãe aqui no estaminé.
Hoje é o dia.
Os meus amorzinhos piquenos proporcionaram um dia em cheio aqui à mamã: dormiram que nem anjos, ele sem ranhos nem sonhos, ela sem choros e com pequeno almoço depois das 7h.
E os presentes?
Desenhou-nos numa fronha, eu e ele, de mãos dadas, com tudo aquilo que nos pertence como seres humanos que somos, desde os 20 dedos, ao umbigo, maminhas e orelhas, e com as seguintes frases, escritas obviamente pela educadora:

"A minha mãe chama-se Teresa. Eu gosto muito da mãe e dos beijinhos que ela me dá. É a mãe que me dá banho enquanto o pai faz o jantar porque ela não sabe cozinhar."

Pois.

Hoje provei-lhe o contrário. Cozinho e bem! Mas entre cozinhar e dar banho, vestir e mimar mais um bocadinho as minhas crias, escolho a segunda opção. [e o pai agarra-se ao fogão como o gato vai às filhós... :)]

E mais? Os dois juntaram-se ao pai e pintaram as mãozinhas que depois emolduraram devidamente com uma fotografia também dos dois. Vive em cima da minha secretária, lá no escritório, e todos já a conhecem. Claro.

Pronto.
Hoje fui eu que cozinhei. E ele espantou-se muito.
"Afinal a mãe sabe cozinhar, papá!"

2 comentários: