quinta-feira, dezembro 29

E porque nós merecemos, pois que sim...



Lá para o ano vamos passear por aqui, só os dois.

Obrigada a ti, Sr. das Barbas Brancas:

Pelo perfume, cremes e sabonete, pelos casacos, gorros e cachecóis, pelos All Star maravilhosos e que acertaste na mouche, pelas galochas lindas e que me deram um jeitão na (pouca) neve das férias, pela mesinha de cabeceira nova que (ainda) não está montada mas que vai ficar um brinquinho no nosso quarto, pelos chocolates, vinhos e outros consumíveis que são um regalo e práticos que só eles, pelas peúgas e chinelos quentinhos, molduras, porta capsulas, brincos e pelo fio para andar com os meus meninos sempre ao pescoço.

Foste porreiro, pah! :)

Status

Casa Amarela quase arrumada.
Dezenas e dezenas de sacos esvaziados.
Tantos brinquedos... tanta roupa... tanto mimo...
A criançada dorme.

Já cheira é a Fim de Ano também... (sorriso)

quarta-feira, dezembro 28

Ir de férias é muito bom...

... mas regressar a casa é bem melhor...
As mini-férias foram óptimas, um forro-bodó de comida que só visto, as festas nem quero pensar, até porque ainda vão a meio...
Devia ir estender a roupa que pus a lavar quando chegámos, devia ir arrumar os sacos, saquinhos e sacões dos presentes de Natal que estão espalhados aqui pelo rés-do-chão, devia arrumar a loiça da máquina que já lavou, devia abrir as nossas malas e devolver a roupa às gavetas...

Mas não me apetece.

Estou em pijama, dei beijinhos e abracinhos ao sr. Piolho que já dorme, rodeado de alguns dos (muitos) presentes que recebeu e adormeci Dona Flor ao colo.
O papá foi jogar à bola, a ver se queima algumas das (muitas) calorias e, arrisco, Kilos, que ganhou nestes últimos dias.
Eu cá vou dormir. Ler qualquer coisinha e dormir.
Amanhã também é dia e estamos todos cá em casa que é um regalo!

E fotos. Prometo fotos.
Sr. Pai Natal foi (muito) generoso, aqui para a malta da Casa Amarela.
Tenho pra mim que nos portámos todos muit'a bem todo o ano....

sábado, dezembro 24

A todos:



Um Bom Nataaaaaal!
Festas felizes, com saúde.
Saúde, saúde, saúde.
O resto são pormenores.

Sim, o herpes com que acordei é só um pormenor... (mentalização...)

quinta-feira, dezembro 22

É, é...

Esteve sol todo o dia.
Uma nevoazita à hora de almoço, mas na maioria do dia esteve sol.
Mas a roupa estendida, branquinha, branquinha e pronta para sodona Nice passar a ferro, não secou!
Rais'parta mais ao sol de inverno que não aquece, não arrefece e não seca a roupa!
Buff...

Diz que há dias em que o Amor anda especialmente no ar.

Ultimamente têm havido muitos dias desses... (sorriso)
E a delícia que é dar beijinhos no pescoço de D. Flor ao mesmo tempo que ela dá gargalhadinhas...?

E a avó?

Lá anda, de olho ao peito, mas feliz da vida e a preparar os comes-e-bebes para os próximos dias...

Chegou o Inverno!

E os dias vão começar, aos poucos, a crescer...
Esta semana têm sido jantares uns atrás dos outros, em casa, pois claro, com este, com aquele, imprescindíveis.
Houve almoço de Departamento e muito boas notícias. Daquelas tão boas, tão boas que a minha vontade era, mesmo, dar beijos ao chefe. Mas não dei. Comportei-me como deve ser mas dei pulinhos de alegria quando cheguei ao carro, em jeito de filme natalício...
Hoje almoçámos outra vez ao pé do mar. Festejos é que a malta gosta. Por tudo ou por nada. Hoje foi por tudo :)
E agora vamos lá mas é riscar a listinha dos presentes porque, cheira-me, faltam uns quantos. Poucos, mas é preciso tratar.
Mais logo, outro jantar. Mais gargalhadas à lareira, que é o que se quer e o melhor que se leva desta vida.
Os dias, esses, começam a crescer...

terça-feira, dezembro 20

De como tudo pode mudar de um momento para o outro...

Hoje fomos (ou íamos...) passar o dia todo em casa da avó.
Fomos à pastelaria, olha o Vasco, há quanto tempo!
Arrumámos os presentes junto à árvore de Natal, andávamos por ali todos alegres e contentes quando de repente, sem mais, a avó tropeçou não sei bem em quê, e caiu desamparada no chão da cozinha!
Eu com D. Flor ao colo, o miúdo ali ao pé também, ohmeudeus o meu braço, ai filha que não vejo nada.... momentos de nervos, muitos nervos, a miúda a chorar, chamo a ambulância, mãe? procura sentar-te.... baixa a cabeça... pronto... acalma-te....

Foi um graaaaande susto, mas parece-me que não passou disso mesmo.
Um grande galo na testa, um ombro e um joelho doridos e uma dor de cabeça que se me instalou na mona e que não vai embora.

Caramba...

Amanhã tentamos outra vez.

segunda-feira, dezembro 19

D. Marido está a cozinhar coelho à caçador para o nosso jantar.
Confesso que nunca fui grande apreciadora de coelho e é inevitável lembrar-me de uma telenovela brasileira onde uma velhota cozinhava gatos na vez de coelhos.... pobres bichanos.
Adiante.
A julgar pelo cheirinho que vem do fogão, parece-me que vou ficar fã do dito.

Sr. das Longas Barbas Brancas...


Estou mesmo a precisar.
Agradecida.
Dizia-me agora uma amiga que vai estar frio sem chuva no Natal.
Com a nossa correria habitual, veste casaco, despe casaco, nem sentiremos, por certo, o frio.
Mas antes assim.
Cá botas enlameadas é que não, caneco!

Pormenores do nosso Natal

Cá em casa ainda se recebem e enviam postais de Natal.
Daqueles verdadeiros.
Hoje escrevi todos os que costumo mandar e mais uns quantos pela primeira vez.
Fui agora à Caixa do Correio e lá estavam.
Dois.
Um deles vem de longe.
Adoro isto.
Para além de que (OMD!) estamos quase a ir todos de férias uns dias e tenho que ter as malas feitas até ao final da semana. Já sei que Sábado e Domingo é uma grande mentira pensar em estar mais do que 15 minutinhos na Casa Amarela para o que quer que seja...

E nestes dias assim não te fartas de estar em casa?

Não. Adoro.
Com o sol a entrar pelas janelas e a roupa estendida.
Cá dentro está muito quentinho.
Os miúdos dormem.
Esta semana somos todos cá em casa.
Um espectáculo, portanto!

sábado, dezembro 17

E o meu filho é tão querido, tão querido...

... que mesmo tendo (só) 3 anos e sabendo que alguns dos presentes que estão ao pé da árvore são para ele, vai perguntando se pode abrir e como a resposta é sempre "ainda não", ele lá se aguenta, dá umas voltinhas em redor, quase que os cheira, mas não mexe. Nada, nada, nada.
E acredita piamente que é o Sr. das Barbas Compridas que os vem trazendo, aos poucos, porque no trenó não cabem todos de uma só vez!
OHhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh....

E a tosse?

Está a desaparecer, a malvada...
Estes Sábados soalheiros são deliciosos!
E hoje festejam-se 4 meses de vida de D. Flor que é um amor e está linda, linda!
Não fosse eu a mãe mais galinha e babada do universo!!...
Festejar? Pois claro! Rumámos ao Parque que também tem restaurante e, agora que já gerimos tão bem os dois piolhos, foi bom, mas bom!
E agora as crianças dormem.
E já se come papa, sim senhora! Mas de milho e arroz, coitadinha da miúda! Não é com grande satisfação, mas o que é certo é que o prato fica vazio e o estômago aguenta sem dar sinal muitas e boas horas.

E para a semana já é Natal, ohvalhamedeus que ainda faltam tantos presentes...

sexta-feira, dezembro 16

Qualquer coisa de FENOMENAL!!!!



Pulei, cantei, diverti-me "à brava" e como não me divertia há uns tempos... os oldies são sempre os oldies e este senhor soube fazê-lo da melhor maneira.
Os miúdos cá ficaram com os avós. Todos, para não haver desculpas. E lá se portaram como puderam. Ele mto melhor do que ela. (suspiro, minha chorona linda...)

E para hoje temos presentes para distribuir, em jeito de mãe Natal, almoço de Natal do escritório e jantarada em família, como de resto, todas as 6ªs feiras.

Gosto tanto desta minha vidinha. É que gosto mesmo! (sorriso)

quinta-feira, dezembro 15

Assim depressa e a correr...

Hoje tomei o pequeno almoço na pastelaria, fui tratar de presentes de Natal pendentes, fui ao cabeleireiro e agora vou ver o Brian Adams. Espero que ele goste do meu penteado... e nos intervalos ainda fui vendo o Natal dos Hospitais! :)

Que rico dia!

quarta-feira, dezembro 14


Estive uma hora com a minha filha ao colo, enquanto ela dormia.
Não estendi a roupa senão quando o sol de pôs.
E depois?
Depois, nada.
Prioridades.
Gestão de prioridades.

(sorriso)



Quanto mais vivo e conheço pessoas e assisto a atitudes, mais gosto de mim.
Basicamente.


terça-feira, dezembro 13


Atirei-me para fora de pé no presente do papá.
É o que dá não dormir como deve ser.
A culpa é da tosse.


Sr. das Longas Barbas Brancas...

São o nº 37.
Podem ter bolinhas ou não.
Podem ser lisinhas, lisinhas.
Gosto de todas.
E vão fazer-me muito feliz por andar com o pé (maldito) à larga, quentinho e poder saltar, com o miúdo, para cima de poças de água! ... ehehehhehee


Coisas...


Hoje vou almoçar com uma amiga; levo Dona Flor que se vai desfazer em sorrisinhos, como é habitual...
O meu creme da cara está a acabar. A ver se apanho alguma promoção daquelas fantásticas que fazem com que o preço proibitivo do dito não seja assim tãããão proibitivo...
Faltam presentes (ideias, malta, ideias!...) para uma série de gente e não queria que essas faltas passassem para a próxima semana...
Continuo sem presente para o Sr. Meu Marido e sei que ele está farto de tratar de coisas para mim. E isso está a enervar-me assim profundamente...
Esta noite o sr. Piolho não tossiu. Experimentei um xarope novo e, pelos vistos, funcionou. Aqui a desgraçada da Mamã, como não pode ir para além do xaropa caseiro de cenoura com açucar, pois que tossiu toda a santa noite... ai eu...
Hoje é dia de pediatra da miúda. Fazem-se apostas quanto ao peso. São 6! Não, são 7! Ela já pesa 7Kgs de certeza!!! Vamos ver isso... confesso que já ando saturada da cena do saca mama, esconde mama, contar pelos dedos de 3 em 3h... venha lá a papa que a miúda já está capaz! E o leite em pó.... este é que vão ser elas... por experiência própria sei que depois de 4 meses de leite materno em exclusivo, não há leite em pó que entre, assim à primeira, naquela boquinha tão pequenina...
Para a semana os meus sogros festejam 40 anos de casados. Vão reunir filhos e netos numa jantarada. E presente? Mais essa....
Na sexta-feira é o almoço de Natal do escritório. Por acaso está a apetecer-me aquela confusão toda!... :)

E é isto.


segunda-feira, dezembro 12

Desde ontem...


... que é Natal na nossa Casa Amarela! :)


domingo, dezembro 11

E os presentes de Natal!?


Parados.
Tudo muito parado.
Começo seriamente a preocupar-me.
De hoje a 15 dias é dia de Natal e ainda não tratei do presente do Sr. Papá.
Já para não falar na quantidade industrial de coisas que andam ali no escritório para serem embrulhadas, dos postais de Natal que todos os anos envio, dos enfeites da Casa Amarela.... ai eu...


New look


Não sei se é por andar adoentada e, naturalmente, mais despenteada e menos arranjadinha, estou cá com umas vontades de cortar o cabelo que até tenho medo de entrar no salão daquelas senhoras vestidas de branco e com tesouras nas mãos...


Onde andas, Teresa!?


Doente.
Muito doente...
Nada de muito grave, graças a Deus, mas tenho andado muito em baixo. Uma constipação arraçada de gripe não me larga há uma semana.
As noites são péssimas, por causa da tosse e da dor de garganta, passo do ben-u-ron para o chá de limão e do chá de limão para o ben-u-ron sem grandes melhoras e ando mole e sem forças...
O papá anda igual, por isso as coisas não têm sido fáceis... Sr. Piolho tem um início, mas a ele só lhe ataca, forte e feio, a tosse. E essa não dá mesmo tréguas...
Então é isso: andamos de pijama, arrastamo-nos de um lado para o outro, meio febris, e por isso só ontem fomos buscar as caixas mágicas que dizem "Enfeites de Natal"... hoje é o dia. A ver se arrebitamos de uma vez...

quinta-feira, dezembro 8

A sério...

.... já não posso ver chá com limão e mel à frente...
Buff!...


Grandes emoções... prevêm-se para hoje.


Vamos assistir, se não na primeira, nas primeiras filas, à 1ª Festa de Natal da escola do nosso Piolho.
Eu arrisco dizer que esta mega constipação com que me deparo há uns dias tem a ver com a emoção e os nervos que crescem cá dentro... estou que não posso de curiosidade...

E já guardei os Kleenex na mala, just in case... :)


terça-feira, dezembro 6

Sem querer exagerar, longe de mim, meu Deus...


... mas deve haver poucos maridos com a disponibilidade, proactividade e imaginação como o meu.

segunda-feira, dezembro 5

Sr. das Longas Barbas Brancas...

São o nº 37.
Até podem nem ser deste azulinho céu.
Mas apetecem-me taaaanto!
Para a Primavera e para o Verão, com vestidinhos esvoaçantes.... :)

domingo, dezembro 4

Bora lá irritar uns anónimozinhos (as)... ou então não!


A minha filha, a minha flor, a minha bebé de 3 meses, está viciada em colo.
No colo da mãe, no colo do pai, da avó, do avô, de quem for... deitá-la ou sentá-la na espreguiçadeira depois de um colo quentinho e é vê-la espernear, gritar, guinchar, contorcer-se até que entendam que não é isso que ela quer e que ela gosta, que é ao colo é que se está bem, pois claro!

E não é que é mesmo?! Ao colo é que se está bem, miúda!
Ah e tal, não pode ser! Ela assim não se habitua, ela assim fica exigente, ela assim só nos cansa, ela é que sabe, ela isto, ela aquilo....

Pois.
É verdade.
Sim senhor.
Mea culpa.

E quanto tempo é que os miúdos, aliás, corrijo, os bebés, têm, nesta vida, de colo!?
Hum.... menos de um ano.
Pois é.
Menos de um ano não me parece demasiado e por aí além...
E sim, vou dar-lhe o máximo de colinho que puder. Como dei ao irmão.

E que bom que é tê-la ao colo, senhores... que bom que é....

sexta-feira, dezembro 2

Porque eu mereço!

Este já é meu.

Estou tão quentinha de pijama, robe polar e chineleco, que não sei se me vai apetecer ir buscar a caixa (caixas, caixas!) das cenas natalícias que estão lá fora, na casinha, para começarmos o estágio dos enfeites na Casa Amarela...


Tradições


Ontem juntámos a família e estivémos todo o dia em casa da avó L., feliz da vida com os quatro netos, a fazer as árvores de Natal e o presépio.
E era ver os olhinhos do Sr. Piolho a brilhar a pôr as figuras no sítio e o musgo e as árvores... D. Flor esperneava ao meu colo como se estivesse a participar também!

Eu adoro o Natal, não há nada a fazer...



Ronha, ronha, ronha.... com sol ainda é mais maravilhosa!

quinta-feira, dezembro 1

Desejo profundo


Se eu tivesse direito a pedir um desejo, um só, e que se aplicasse apenas a mim, não teria qualquer dúvida sobre o que pedir: conseguir abstrair-me das notícias que oiço, ainda que sem querer, na televisão e não sofrer como se fossem situações que me afectassem directamente.
O mundo é tão cruel, há pessoas tão más, tão horríveis... e eu não me consigo abstrair e deixar de pensar no assunto.
E choro.
E sofro.
E imagino a situação vezes sem conta na minha cabeça... e penso nos meus filhos.
E sofro e choro ainda mais.

Se eu tivesse direito a pedir um desejo, um só, não teria qualquer dúvida sobre o que pedir.


segunda-feira, novembro 28

Marta! Martocas! Amiga de mi corazón!...


Não acredito que tu sejas daquele grupo de pais que, e volto a repetir, deixam os filhos sozinhos para adormecerem a chorar!
Não é deixar chorar um bocadinho, depois ir lá aconchegar e deixar mais um bocadinho sozinhos e depois ir lá dizer outra vez faz óó.... não é isso... os pais que eu chamo de pais-cruéis, de pais-tiranos são os que deixam os miúdos, bebés ou quase, a CHORAR ATÉ ADORMECER!
cho-rar-a-té-a-dor-me-cer!!!

Ohmeudeus! Tu não és dessas... ou não serias a minha best friend, pah!

domingo, novembro 27

Já disse e volto a repetir:


Todas as pessoas deviam ter a sorte de ter amigos como nós temos para poderem passar dias como o de hoje...



Este fim de semana tem sido só o chamado liró!
Saltamos sestas, banhos fora de horas, veste casaco, despe casaco.... uma alegria!
E agora vamos ali almoçar ao Ribatejo.
Com muitas gargalhadas, brincadeiras e passeios prometidos...
O Sol chama por nós!


sábado, novembro 26

E um Viva à escola!


A sério, a escola faz muito bem aos miúdos!
Pelo menos ao meu miúdo lindo!
Oh, se faz!
Já se lancha como deve ser, sozinho, sentado à mesa...

Estou que não posso, com esta pequena (grande) evolução!



E agora vamos ali todos lanchar a casa de amigos.
Final de dia de ouro...




Adoooro estes Sábados soalheiros, os nossos passeios e os almoços fora de casa, agora a quatro!


Três meses e picos...

... depois de Dona Flor ter nascido, quatro sessões de drenagem linfática em cima, cuidado zero com a alimentação, algumas caminhadas, poucas, e exercícios em frente ao espelho, dou-me ao luxo de poder usar roupa justa na barriga sem parecer descuidada e voltei completamente ao peso inicial.

Boa, mamã!

quinta-feira, novembro 24


Hoje vamos almoçar os dois, ou melhor, os três, e vamos às compras.
Este ano estou a descuidar-me com os presentes de Natal.... mas hoje é o dia.


quarta-feira, novembro 23


Venho de coração cheio, na hora de os deitar.
Ela já fica no berço, esfrega-se numa fralda ou nas protecções laterais, de vez em quando pede colo para um último miminho, depois deito-a e ela adormece. Linda.
Ele chama e avisa que já se podem apagar as luzes.
E depois despedimo-nos.
Até amanhã, dorme bem, gosto muito de ti.
Todos os dias.
Muitos beijinhos, muitos abracinhos, muitas festas e desejos de uma noite descansada.
Rezamos juntos a oração do Anjo da Guarda. Eu começo e ele termina.
Há dias em que ficamos ali ao pé mais uns instantes, ora eu, ora o papá, e ele lá vai adormecendo.
Hoje não foi preciso.
Só chamou uma vez, a dizer que tinha batido com o joelho na cama, para eu dar uma palmada na malvada que o magoou. E eu dei. E ele sorriu. E adormeceu.


É triste...


... mas continuam a existir pessoas que passam pela vida e não aprendem nada, nada, nada...


E sabem que mais?

A minha bebé, o meu doce-mel, há algumas noites que se aguenta sem comer durante sete (SE-TE!!!) horas seguidas! Não é necessariamente, como nós gostaríamos, entre a meia noite e as sete da manhã, mas já se atira ali entre as 22h30 e as 5h30 que é um espectáculo!

Boa, Florzinha!
Palmas para ti!


segunda-feira, novembro 21

'Bora lá voltar à Vaca Fria...


Primeiro, e só assim em jeito de introdução, isto é o meu blog, por isso eu escrevo nelo o que bem entendo e o que me dá na real gana.

Estamos a falar de bebés e crianças pequenas, minha gente!
Bé-bés-e-cri-an-ças-pe-que-nas!
Onde é que já se viu pretender que bebés e crianças pequenas fiquem autónomas e se sintam independentes (para a vida, ainda por cima!!) pelo facto de berrarem, sozinhas, no quarto, até que assim adormeçam!??!?
Se esses pais não são estúpidos, são o quê!? Hum...?
Chorar até adormecer!?
Até adormecer!?!??!?!
Ring a bell?!

Ohmeudeus!

O assunto morre aqui, sob pena de me irritar a valer logo à segunda-feira de manhã e isso não seria nada agradável.

Pauladas.....

sábado, novembro 19

Inspiiiira... expiiiiira.....


Há pessoas muito estúpidas, realmente....

Mas desde quando é que é suposto os bebés se habituarem a ficar sozinhos? Deixados sozinhos em casa!? Fechados sozinhos numa divisão!? Sozinhos de não terem ninguém ao pé!?
E isso é importante para...?
Não consigo lá chegar.

Claro que há milhares de pais que deixam os filhos chorar para dormir e as crianças não ficam, necessariamente, traumatizadas...
Claro que há pais que deixam os filhos chorar para dormir e as crianças não são, necessariamente, adultos frustrados...
Mas tenho para mim que têm um deficit grande de carinho.

E sim, há pediatras que defendem precisamente isto: os bebés devem ser ensinados a adormecer, nem que para isso tenham que ficar sozinhos a chorar até conseguirem.

Pauladas. Pauladas valentes é que era. Nos pais e nos médicos que sugerissem tal coisa aos meus filhos.

Buff...


Isto é o chamado "complô"...

.... para que eu não durma...
Estou com uma tosse tão, mas tão cavernosa, que demoro que tempos a adormecer e acordo muito antes do que poderia acordar e tenho que me levantar sob pena de acordar a casa inteira se não me enfiar de imediato na casa de banho, a tossir com a cara mergulhada numa toalha.

Os miúdos dormem.
Eu tusso.

Enfim... podia ser pior....


quarta-feira, novembro 16


Será que foi porque usei a frase "mortos à paulada"?!?!?!


Hum?...


Mas o que é que deu à malta hoje!?
Tenho mais visualizações ao blog do que o normal!
Quatrocentas e oitenta!?!?
E ainda nem são dez da noite!?

Estranho...


A minha filha faz 3 meses amanhã...


... e a Segurança Social pagou-me hoje.
Vá lá, podia ter esperado pelos 6.

Ai eu...


Lembrei-me disto e acho importante registar:


Os pais que têm o sangue frio (e a maldade!) de conseguirem deixar um filho a chorar, fecharem a porta do quarto, até que adormeça, aos soluços, deviam ser mortos à paulada.

Hoje estou assim. Sem tréguas.
Buff...


Hoje é dia de drenagem.


Até parece que já acordo mais oleada... conseguia facilmente habituar-me a isto.


segunda-feira, novembro 14

Adenda:


Tudo isto mais o pormenor de, de 2 em 2h, às vezes, (raras) de 3 em 3h, apresentar-me de mama de fora derivado ao facto de ser a única e exclusiva fonte de alimento da minha Benjamim...

E o que é que tu fazes durante o dia!?


Começo por fazer tudo muito nas calmas.
Sou a primeira a levantar-me e, quando consigo, tomo um banho, ainda que duche, mais demorado. Ponho os meus cremes e fico cheirosa.
Quando é hora, dou de comer à minha Flor antes de vestir o Sr. Piolho que, normalmente, já deu o grito matinal de "Mãããe, tenho fome..." com voz melosa... "Papá, podes ir tu para o banho"... Papa a um, mama à outra. "Agora o pé, vá, e o outro sapato, Vasco, onde está o outro sapato!!?"
Os rapazes saem. Nós ficamos mais um bocadinho. Tirar loiça da máquina, fazer as camas. Vesti-la no meio de sorrisos deliciosos que é como ela sabe dizer "Bom dia, mamã!"
Se está Sol, estendo roupa que pus a lavar na noite anterior.
Mochila cor-de-rosa, a minha mala, mais um saco de coisinhas a tratar e o ovo...
Rumamos à casa da avó.
Se o tempo permite, nem entramos em casa porque o encontro é na pastelaria. "Ai que ela é tão linda! Ai que ela é tão linda"...
Supermercado. Farmácia. Retrosaria. Fotógrafo. Corremos as capelinhas todas.
"O que é o almoço, avó!?" Depende de quem vem. Se formos só nós é isto, se vier mais gente é aquilo...
Depois de almoço vem a vizinha beber café. Traz biscoitos. Olhe que são caseiros!
Tocam à porta. Outra amiga. Vem só mostrar um casaquinho que está a fazer para a neta. "Muito lindo, esse ponto não conheço! Deixe-me lá tirar para fazer um também!"
Toca o telefone. É a prima do alentejo para saber como estamos.
Na semana passada esteve todo o dia o jardineiro.
Hoje o carteiro trouxe uma encomenda.
"No fim da semana vamos almoçar ao shopping, não marques nada!"
Nos últimos tempos tenho aproveitado para imprimir e organizar fotografias. Já tenho praticamente tudo em dia, nos albuns respectivos, inclusivamente o Álbum do Bebé da Florzinha.
"Há uma loja de roupa de criança, que temos que visitar antes do Natal!"
Às quatro é hora de lanche. Raras vezes estamos sozinhas...
Às cinco vou buscar o miúdo à escola. Nas calmas, falo com a Educadora sobre como correu o dia. Troco palavras com alguns pais que lá estão todos os dias à mesma hora que eu.
À saída, paramos na padaria da esquina. "Boa tarde D. Maria! hoje é só um pãozinho de leite se faz favor!"
Chegamos a casa em cima das seis horas.
Pôr a mesa para o jantar, preparar roupa para o dia seguinte. Apanhar a roupa se deixei estendida de manhã.
Entretanto chega o papá.
Banhos. "Dá banho a ele que eu dou a ela. Está rabujenta. É sono."
Jantar. Feito por ele. Brincadeira. "Não grites porque ela está a dormir!"
Tudo para cima! Lavar dentes. Xixi. Fralda. História. "Fica aqui um pacadinho!... Sim, a mamã fica."
Ele adormece. Ela acorda. Tem fome. Adormece em pouco tempo.
Hoje ainda cosi dois botões no bibe dele.
O sono vence.

Estou cansada.
Mas feliz.


Aqui a mamã está em modo "doentinha"... Febril, dores de cabeça e corpo, mole e (ainda) mais sonolenta do que habitualmente... cá para mim, que sou muito do entendida, o diagnóstico é o chamado CCAG - "Cansaço Crónico de Alto Grau".

Isto com uma noite de sono passava...





O frio vem aí... já vesti camisola interior de manga comprida ao miúdo...

sexta-feira, novembro 11



Hoje foi um dia bom!


Previsões...


Diz que hoje é capaz de acontecer alguma coisa fora do normal.
Por ser dia 11, do mês 11, de 2011.
Eu cá sou das que não acredito nessas cenas.

É isso.



E a quantidade de gente que ainda não conhece a minha florzinha e que temos que combinar e conjugar agendas?
Epá, mais que muitos...


Status


Está um dia feio, chove lá fora, o céu está escuro.
Aqui na Casa Amarela está quentinho, Dona Flor dorme sossegadinha, no sofá.
Do forno sai um cheirinho que abre o apetite!
Oh, se abre!
Hoje temos cá almoço. Para mais 4.

Venham, venham! Casa cheia é que é!


quinta-feira, novembro 10

10.11.2007

Houve festa no bosque...
Hoje há almoço a dois...


quarta-feira, novembro 9

Faz amanhã 4 anos...

Exmos Senhores da Segurança Social:


É certo que a malta é poupada e até tem algum dinheirinho de lado para, digamos, as ocorrências.
É certo que só tratei da papelada duas semanas depois da miúda nascer, mas caramba, a minha filha deu as caras a este mundo no dia 17 de Agosto e os Senhores ainda não me pagaram a prestação a que tenho direito!?
Vá lá a ver se se despacham porque eu desconto por mês um autêntico balúrdio e quero aquilo que é meu!

É preciso arreliar-me!?
Mau....


terça-feira, novembro 8

T.P.C.


Na escola do Sr. Piolho pediram-nos para desenhar como é que nós, pais, nos conhecemos.
Saiu isto.
Será que dá para perceber?.... ehehehehheheeh



O cheirinho que vem do meu forno é qualquer coisa de absolutamente espectacular... e foi o papá que fez.... hum...



Com o temporal que está lá fora só apetece é enfiar-me na cama e dormir....
Se eu pudesse.... (suspiro)


segunda-feira, novembro 7

sábado, novembro 5

Natal 2011 # 1


Começou.
Não há nada a fazer.
A partir de agora é que vão ser elas...
Começámos pelos presentes das crianças, que são SÓ 18. De-zoi-to!
Brinquedos.
Caros.
Caramba! Mesmo que se queiram comprar só lembranças, o raio dos brinquedos estão pela hora da morte!

Mas eu adoro o Natal, não há nada a fazer... :)


Incrível...


... é ter leitores na Índia, na Rússia e na Ucrânia!


Epá...


Estamos a chegar às 34.000 visitas!!!
Bolas... isso é que é ler, hein!?



Dez e vinte da noite.
Sábado.
O papá foi em representação da família a um jantar de aniversário.
Os miúdos já dormem. Ela aterrou depressa. Ele deu mais luta. Agora uma história, mamã... agora outra história, mamã... agora um miminho... agora isto e aquilo... mas já dorme sossegadinho.
E eu para lá caminho.
Chega a esta hora e os olhos ardem de sono e cansaço.
De vez em quando penso quando é que terei o prazer de uma noite seguida de sono, sem intervalos... mesmo se fossem só umas seis horinhas já me dava por tãããão feliz....



Adoro estes Sábados em que só tomamos banho para nos sentarmos à mesa, a lareira já está a bombar e os miúdos se portam bem...


sexta-feira, novembro 4

O rapaz do fundo da rua...


No fundo da nossa rua vive um rapaz que deve ter por volta de 13 ou 14 anos.
É deficiente profundo e por várias vezes me cruzo com a ambulância que o vem trazer, no fim da tarde, de regresso a casa.
Deve passar o dia numa daquelas instituições que tratam e estimulam, o que houver para estimular, no corpo e mente destas pessoas.
Não há um dia que me cruze com a ambulância que não fique a pensar na vida.
E em como a minha vida é maravilhosa e sem problemas...
E naqueles pais, na angústia daqueles pais por pensarem que um dia que desapareçam, o que é que acontece ao rapaz que não é, nem nunca será, minimamente auto suficiente.
Bem sei que é preciso relativizar os problemas a diferentes escalas, mas ainda assim, um problema deste género, parece-me, deve ser das coisas mais difíceis de gerir no seio de uma família.
Muito amor... concerteza que haverá todo o amor do mundo no tratamento do menino e até acredito que aprendam com ele, nas mais pequenas e insignificantes coisas do dia-a-dia.

Graças a Deus.
Dou graças a Deus todos os dias por ter dois filhos saudáveis e uma vidinha tão simples e desprovida de problemas.
(suspiro)

GIPSY KINGS NO CAMPO PEQUENO...


Fomos ontem.
Lá organizámos o programa para que os miúdos não tivessem que sair de casa, por isso os avós mudaram-se para a Casa Amarela todo o serão. Jantar incluído.
Para o sr. Piolho, pois claro, foi uma animação!
Ela chorou como chora todos os dias, para adormecer, mas tudo correu lindamente.

Não tão lindamente correu o próprio do concerto que foi a chamada "verdadeira banhada"!
Pois.
Basicamente, os senhores estão velhotes e com pouco entendimento...
Pois que tocaram apenas 3 (três!!) das músicas mais conhecidas e depois deram-lhe em grande nos solos, desconhecidos, e nas músicas lamechas, desconhecidas também.
Obviamente que o público sabe ser cruel, e vai daí saíram assobios e apupos que até ferveu!
Ainda assim, valeu pelo programinha a dois e por uns passitos de dança flamenca no meio da multidão... (sorriso)


quarta-feira, novembro 2

O bom de estar de licença

É poder decidir, de manhã, que hoje não vamos sair de casa porque está muita chuva e vento...


terça-feira, novembro 1

No nosso bairro...


... vivem-se as tradições, ainda que à Americana...
Ontem vieram vários personagens, como que saídos de um filme de horror, perguntar "Doçuras ou Travessuras!?"
O Vasco ficou muito sério a achar que se não lhe déssemos tudo quanto houvesse de goluseimas na despensa, eles entravam mesmo casa adentro e toca de lhe tirarem os brinquedos, numa travessura malvada.... (sorriso)



Aproveitando os últimos raios de sol ainda com um quentinho agradável, sem obrigação de casacos e casacões, rumámos à praia para almoçarmos a ver o mar.
A primeira saída a quatro!
E correu bem, sim senhor!
Dona Flor só não quis ficar no carrinho, que não, que queria ver tudo como deve ser, ao colo, pois claro!
A mamã conseguiu (e tenho para mim que todas as mães conseguem...) comer toda a refeição com ela ao colo, ora à esquerda, ora à direita, e agora toma lá mais uma colherada de sopa Sr. Piolho, e agora uma garfada de arroz para mim e abre a boca Vasco senão não vamos ver os peixinhos no aquário e pronto!
Passeio na praia.
Gaivotas a voar.
Maravilhoso!
A miúda mamou com os pés na areia.
Adormeceram os dois a caminho de casa.

Logo vamos lanchar à avó, no tradicional Lanche do Pão por Deus, porque por aqui a tradição ainda é o que era...

Mesmo bom, este dia!

segunda-feira, outubro 31

Apetites


Hoje apetece-me um prego no pão com uma salada cheia de coisas verdes e saudáveis.
Vou tratar do assunto rapidamente...


domingo, outubro 30

Que bom! Muda a hora, por isso podemos dormir mais uma hora!!


Então não!?
Evidentemente que isso não se explica a uma criança de 3 anos e, muito menos, a um bebé de 2 meses e meio...
Claro que já estamos todos a pé há que tempos, pequenos almoços tomados e de robes quentinhos. Vá lá que está sol, porque isto num dia de chuva não teria sido levado de ânimo tão leve...


sábado, outubro 29

A pedido de muitas famílias:


Eu faço a drenagem linfática num centro de fisioterapia onde andei a tratar o pé e o joelho.
Aquilo é mesmo a sério e, arrisco dizer, eles são do melhorzinho que anda aí nestes assuntos.
Muito Jet Set trata-se por lá e as Catarinas Furtado e as Bárbaras Guimarães são clientes habituais dos amassos.... leia-se, drenagens :)

Chama-se Nova Physio e é perto das Laranjeiras.

Os exercícios recomendados são para fazer ao espelho, duas vezes por dia, em séries de dez.
Pernas flectidas, mãos na cintura, cotovelos alinhados com o tronco, ombros relaxados.
Inspira e enche a barriga.
Expira e encolhe a barriga.
Totalmente.
Quando se sente que o ar saiu todo, bloquear a respiração e puxar os abdominais o mais para dentro que se consegue. E consegue-se mesmo muito. Parece que se colam às costas.
Isto cansa.
Bem feito, cansa mesmo muito.
E até a conduzir se pode treinar.

Vá, vamos lá embora, tudo a encher e encolher!


Outono soalheiro



E lá fomos nós passar o dia in-tei-ro ao Jardim Zoológico.
Todos.
E mais aqueles amigos supimpas com quem partilhamos sempre tantas gargalhadas!
E são eles que nos relembram, não vamos nós esquecer, que a vida é para ser mesmo bem aproveitada e que devemos dar valor às coisas realmente importantes... e nós damos. Ora pois!

Chegámos exaustos. Mortos, mesmo. Kilómetros.
E assim se cumpriram muitas horas de caminhada recomendada pelo Sr. Fisioterapeuta.

quinta-feira, outubro 27

Plano Barriga Lisa # 2

Ontem e hoje cumpri com os exercícios ao espelho e tenho a dizer que, por incrível que possa parecer, já vejo resultados.
Com mais umas amassadelas e qualquer dia confundem-me com uma Cláudia Schiffer... mas morena... ehehehhehehehehhehe

ai eu....



Acordámos com temporal por isso decidimos não sair de casa. Eu e ela.
Dona Flor dormitou toda a santa manhã e deixou a mamã arrumar roupa, gavetas, armários, brinquedos... tudo devidamente ensacado para vários destinos.
Assim é que eu gosto: despachar assuntos!


quarta-feira, outubro 26

Previsões...


Esta noite prevêm chuva e trovões.
Cá para mim vai haver noitada de certeza: o miúdo está constipado e com ele um ranho enervante que o acorda de hora a hora.
Ela está com tosse.
Vai ser bonito, vai....


Drenagem ou tareia?


Minha gente!
Vale cada euro! E são muitos, eles...
Aqui a mamã foi devidamente adelgaçada, espremida, amassada e outras coisas acabadas em "ada" que agora nem me lembro!
Começámos pela cicatriz da cesariana, ela mesma, porque é ali que estão os tecidos mais fibrosos e que não deixam a chamada rede do sistema linfático desentupir devidamente e drenar, lá está, as perninhas e o chamado baixo ventre.
Pois que foi uma hora de muita conversa, muito esclarecimento, muitos planos para as próximas quatro semanas, que é o tempo que vai durar o tratamento.
Uma sessão por semana. Muitos euros no final.
Dieta? Nem pensar enquanto estiver a dar de mamar.
Correr? Nem pensar até passar um ano da cesariana.
Ginástica? No way! Caminhadas. Duas vezes por semana, de uma hora cada.
Abdominais? Népia. O que vai fazer são uns exercícios que eu lhe vou ensinar e que vai fazer todos os dias em dez séries, de manhã e à noite.
Para a semana ensina-me outros.
Beber um litro e meio de água por dia, entre refeições.

Saí de lá outra.
Por dentro e por fora!

Macacos me mordam se isto não vai tudo ao sítio e volto a vestir os meus tops e biquinis maravilhosos sem me sentir uma lontra...... (suspiro)

E agora vou ali fazer figuras parvas ao espelho... (sorriso)

segunda-feira, outubro 24

E o temporal esta noite?

Não tivéssemos nós janelas novas (tão boas, tão boas, que deixámos de ouvir o camião do lixo!!) e parecia que a Casa Amarela ia pelos ares!!!

Chegou para ficar, o Sr. Outono, fogo!


domingo, outubro 23


E depois de uma manhã ao ar livre, a correr e a saltar, para abrir o apetite, com previsões de chuva torrencial e granizo e ventos fortes e tuditudo para a tarde, o que é que se faz quando os miúdos adormecem os dois e o papá anda de volta do portão, ora pinta, ora lixa, ora aperta?.... arrumam-se gavetas, ora pois!


sábado, outubro 22

Reunião de pais


Na 5ªfeira passada fomos à primeira reunião de pais do Sr. Piolho.
Eu ia numa excitação que só visto!
Sentados nas cadeirinhas para liliputs, mesas pequeninas, tudo um amor, naquela sala!
E foi uma emoção, de facto!
Vimos um filme sobre o dia a dia dos meninos, apontámos as datas das festas (ai as festas!...) e no fim tivémos que fazer um trabalho manual que o miúdo viu no dia seguinte.
Aqui a mamã portou-se lindamente e nem quando viu a cria a dormir, lá no filme, numa caminha pequenina e a chuchar tão descansadinho, verteu uma lagrimita que fosse!

Há escolas e pessoas que merecem mesmo todos os Bem Hajam que recebem diariamente.
É um descanso tão grande sabermos os nossos filhos tão bem entregues!


Apetites


Apetece-me ir às compras.
Há coisas tão giras!
De Natal.
De Outono.
De Inverno.
Na minha cabeça faço listas e listas de coisas que tenho (ou não..) que comprar...
Mas vou aguentar-me.
A coisa está preta e a tendência é para piorar.
Tenho a desculpa que ainda não tenho o peso que quero e que por isso não vale a pena investir...

(suspiro)


Manhãs de Sábado


Num primeiro dia assumidamente de Outono, ainda que tímido, lá planeámos um programa indoor.
Ai há uma exposição de dinossauros em Belém?
Ai abre hoje ao público?
Pois é hoje mesmo que nós lá vamos!
E fomos!
E era vê-lo tão feliz a dizer os nomes daqueles bacharocos todos, uns inteiros, outros só ossos... ela, dormiu o tempo todo.

É caro.
Não vale o preço.
Mas vale pelos sorrisos!...


És tu, Outono!?...


... que vens aí?
Aquele friozinho bom de fim de dia, escurecer antes do habitual, apetecer calçar pantufas à noitinha e pijama de pernas compridas...

Parece-me que sim, que és tu...

quarta-feira, outubro 19

Plano Barriga Lisa # 1


Ora pois que chegámos aos dois-meses-pós-cesariana e o Sr. dr. diz que já posso fazer ginástica.
Pois...
Ginástica já foi o meu forte. Sim. Há uns anos valentes. Hum... vinte e cinco, por aí... em que participava em saraus e campeonatos, por um clube de bairro onde pratiquei durante 7 anos. Mas isso são águas passadas.
Aulas de grupo? Pois... só se fosse das três às quatro da manhã, e nem aí, porque corria o risco da miúda interromper a aula a pedir mama...
Ginásio-ginásio, não me parece que mais alguma vez na vida me apanhem.
Sim, sou preguiçosa, sim, arranjaria mil e uma desculpas para faltar, ah tenho que estender a roupa, ah tenho que lavar o cabelo, ah e tal, ah e tal.
Já lá andei e sei que ia ser assim.
Agora, e cada vez mais, que tenho os minutos do dia contados e em que cada momento é para ser aproveitado, não me parece que vá gastar tempo (e dinheiro, claro está!) em ginásios da moda só para dizer que estou inscrita.
Não vai ser por aí.
Estou aqui com umas ideias que nem quero passar já para o papel porque ainda me parecem só isso mesmo: ideias. Malucas, se calhar...
Para além disso, e o mais importante, é que dei o primeiro passo para o plano Barriga Lisa: marquei a primeira (de muitas, por certo...) sessão de drenagem linfática com o meu fisioterapeuta. Sim, o do pé. O que me punha a chorar quando me espremia o pé e todos os músculos e tendões adjacentes ao dito.
Só de pensar no que ele me vai apertar e espremer e tuditudo, já tremo.
Mas está marcada.
Para a semana, 4ª feira, às 11h.
Lá estarei.
Eu e a minha barriga-dois-meses-pós-cesariana.
Ambas-as-duas.

E dieta?
Isso são outros quinhentos.
A seu tempo, pessoas. A seu tempo...


terça-feira, outubro 18

Xô Bicho Mau!!!


O Sr. Piolho matou-o, mas um parente do Senhor-bicho alojou-se no papá e não está a dar tréguas... a ver se as meninas da casa se safam....


2 meses


E já passaram dois meses!
Dois meses muito cansativos mas em que temos aproveitado taaanto os nossos meninos...
Dois meses e ela já ri a valer, pedala e estica os bracinhos como se quisesse entrar nas nossas conversas...
Dois meses de um amor sem FIM!


domingo, outubro 16

Porque eu mereço!



Esta veio comigo para casa.
É linda de morrer!

Parece-me...

... que matámos o bicho, sem grande alarido.
Esta noite já não vomitou, já comeu meia papa ao pequeno almoço e uma banana a meio da manhã. Almoçou um prato de canja, ainda que pequeno. Quatro bolachas Maria antes da sesta. A ver se fica lá tudo.
Ontem passou o dia inteiro com uma banana e duas bolachas. Nada de papa de arroz. Que não, que não gostava. Que não lhe apetecia nada. Não insistimos. Arrastou-se todo o dia do sofá para a cama e da cama para o sofá. Hoje passeámos pelo bairro, a pé, fomos ao parque, trepou o castelo e desceu o escorrega.
Está a reagir, o meu Amor Pequenino...


sábado, outubro 15

Primeiro bicho mau...


Pois que o nosso Piolhinho trouxe o primeiro (de muitos, por certo...) vírus para casa.
Há duas noites que vomita de tal forma que parece que estamos a assistir ao Exorcista, litros e litros de uma pasta amarela alaranjada, muito mal cheirosa, muitas e muitas vezes, fica sem forças e não come nada de jeito.
Não tem febre, mas hoje temos um novo sintoma: diarreia.
Ao que parece, há um surto viral destas porcarias lá pela escola.
E ele apanhou.
Resta-nos aguardar se nos passou. A nós e à Florzinha.

Ai eu.... mais essa...


quinta-feira, outubro 13

Há dias que correm bem...


Hoje soubémos que o avô terá alta amanhã e que não tem dores e que está animado.
Hoje Dona Flor pegou pela primeira vez na chucha, fartou-se de dormir durante o dia, aguentou 6h de noite e a esta hora, que há sempre gritos e nervos, está entretida, a olhar o irmão a brincar, e a chuchar.
Hoje o sr. Piolho almoçou muito bem na escola e lanchou duas vezes!
Hoje fui ao meu médico e está tudo bem na consulta de rotina e aos poucos recupero o meu peso.

Há dias que correm bem e hoje foi um dia desses...


terça-feira, outubro 11

Acabadinha de chegar, uma sms:


"Correu bem. beijo."

Graças a Deus!



Isto de estar do lado de fora da sala de operações é horrível... é muito difícil controlar a ansiedade.
E notícias... nada.


segunda-feira, outubro 10

Gmail


Parece que há aí uns stresses com os comentários e o Gmail.
Eu também tenho notado, noutros blogs que visito.
Acho que não posso fazer nada a esse respeito, ou posso?

Carochinha, não consigo sequer ler o teu Blog!
Aparece logo um alerta de Vírus!

Credo!...


Avô


Amanhã o avô é operado.
Ainda me parece mentira que bateu na nossa porta a doença mais terrível deste século.
Ainda me parece mentira que um dos nossos, tão próximo, vai estar à mercê daquele bicho maldito que, sem sintomas, apareceu e ficou.
Tenho fé que vai correr tudo da melhor forma que é possível correr, mas tenho medo.
Muito medo.
Por todos.
Amanhã o meu coração estará apertadinho....

Ainda me parece mentira, meu Deus...


domingo, outubro 9

E a quantidade de coisas que se conseguem fazer com os miúdos a dormir?


- tirar e arrumar a loiça da máquina;
- pôr a mesa para o jantar;
- estender roupa e preparar outra máquina para lavar;
- arquivar papéis, contas, claro, que já não viam o dossier respectivo há um mês e tal...
- transferir para a pen umas fotos para imprimir;
- começar a pensar nos presentes de Natal (sorriiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiso!);
- arrumar brinquedos da sala, separar os que são do quarto e guardar alguns que ele já não liga;
- plantar umas flores no jardim, amarelinhas, a fazer pandã com as paredes da nossa gruta, lindas, lindas, lindas...
- estender-me no sofá à espera que Dona Flor se lembre que já passaram mais do que 2h sem comer....


É mesmo verdade! :)

Actualmente, de facto, a minha vida é isto:


Esta noite correu bem: dormi das 22h30 à 1h30, depois só acordei às 4h30 e às 7h30 e acordámos todos às 9h. Ele não acordou de noite, ela adormeceu assim que mamou. Só mudei um cócó.
E incrivelmente, estou fresca como uma alface.
Realmente, temos sempre que relativizar....

Dois dias com o mano por cá. Dois almoços fartos em família. (Ainda) mais colo para a florzinha e mimo para o Sr. Piolho.

Agora tudo dorme. Dos miúdos, leia-se.
Consegui estender roupa que é uma coisa que já não fazia há alguns Domingos. A tarefa passou para as mãos do papá. Não é por nada, porque a miúda-chorona até que se acalma muito no colo dele, mas pronto, vai lá tu que eu pego nela... vai lá tu que eu dou-lhe a sopa... vai lá tu que eu dobro esta roupa... e pronto. As tarefas são assim naturalmente divididas.

É mesmo certo que bebé nenhum salva casamentos. Nem sei mesmo como é que ainda há mulheres que pensam nisso. Aliás, se as coisas não estiverem verdadeiramente cimentadas e houver Amor a valer, um filho só vem estragar e acabar com uma relação. A paciência chega aos limites. O cansaço vence quase todas as provas.

Acredito que a partir de agora as noites melhorem e o meu humor também.
Ele já não está constipado, por isso já não acorda a chorar com o ranho e a tosse.
Ela, parece-me, começa a estabilizar as refeições mais espaçadas durante a noite. De dia, nem por isso... de 2h em 2h é como um relógio suíço: estando acordada, só se cala com a mama na boca.
Aos dois meses. Diz que é aos dois meses que melhora.
Aguardemos. Afinal, já só faltam 8 dias...

sábado, outubro 8


Este fim de semana está cá o meu mano e vou esborrachá-lo com beijinhos porque 5 semanas é mesmo muito tempo e nunca estivémos tanto tempo sem nos ver...


Muito resumidamente....


O miúdo tem estado constipado e com uma tosse de cão, que não o deixa dormir, nem a ele, nem a nós, pois claro...
Ela tem feito intervalos maiores entre as refeições, mas ainda não os faz quando nos convém, ou seja, consegue aguentar sem abrir a goela, das oito da noite às duas da manhã. Daria um jeitão se nos conseguíssemos deitar à hora do telejornal. Mas não conseguimos, por isso é esperar que ela entenda que não, que não é nesse intervalo que tem que aguentar sem satisfazer a fome...
Andamos cansados mas na esperança de melhores dias...

Eles estão lindos e são a luz dos nossos olhos.... Ohhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh!....


quarta-feira, outubro 5

até que foi um feriado bem passado....


... mas agora vou ali dormir depressa umas duas horinhas até que a pulga acorde para a primeira refeição nocturna....



Mas onde eu estava mesmo, mesmo bem, era na praia, a banhos... só para vincar a ideia.


E hoje?


Hoje é dia de lanche fixolas!
Com amigos que, por terem dois filhos pequenos, por certo trocarão experiências iguais às nossas... e vai ser boooooommmm!
Mesa no jardim.

Miúdos a dormir.
Sosseeeeeego! (sorriso)


segunda-feira, outubro 3

Fim do dia na Casa Amarela...


Chegar a casa e não ter lugar à porta porque a obra que mais se assemelha a Santa Engrácia do vizinho da Casa ao lado ainda não terminou e os Senhores trazem carrinhas e mais carrinhas, todas grandes, e ocupam os melhores lugares.
Deixar o carro lá ao fundo, a praguejar, pois claro, trazer o ovo, a minha mala, a mochila dela, o saco de compras (vá lá que eram só sacos do lixo e gressinos) numa mão e o miúdo na outra, debaixo de um sol abrasador, ainda que fossem só cinco e meia da tarde...
Entrar em casa, um calor insuportável até que o Ar Condicionado (bendito inventor...) começasse a bombar, pousar a miúda na espreguiçadeira, acordadíssima, e abrir a porta para ele se ir molhar no balde do jardim.
Descascar batatas, uma cenoura, uma cebola e espinafres e pôr a sopa a cozer.
Tirar loiça da máquina e pôr a mesa.
Desligar a sopa, subir com ela à tiracolo para banho, gritar por ele, várias vezes.
Encher a banheira para ele. Encher a banheira para ela.
Chamar por ele mais cem vezes.
Dar banho a ela.
Chamar por ele outra vez.
Vesti-la.
Pousá-la e descer, em brasa, e trazê-lo debaixo de gritos e choro.
Birra no auge. Ele chora, ela chora. Ele grita. Não se quer sentar. Toma banho de pé. Duche. Debaixo de gritos. Berros, aliás. Ela chora. Tirá-lo da banheira à força. Limpá-lo a correr e a suar.
Pô-lo de castigo na cama, e daí não sais enquanto eu não disser, vestir o pijama e limpar-lhe o ranho do choro ao mesmo tempo.
Mandar sms ao papá a perguntar previsões de saída.
"Chego às oito".
Pensar no jantar dele. Pensar no nosso.
Ele chora. Ela chora.
Dou-lhe de mamar para ver se acalma.
Ele cala-se.
Descemos todos.
Ela acorda e recomeça a chorar.
Sento-o à mesa, com ela ao colo e dou-lhe a sopa. Ele come sem piar. Vá lá...
Ela chora.
Faço-lhe um ovo mexido e ele come com gressinos.
Chaga o papá.
Ela chora.
O papá agarra-se ao fogão e ela entretanto adormeceu.
Jantamos em sossego. Momentâneo.
Ela acorda.
Já tem fome outra vez.
Subo e toca a alimentá-la outra vez.
Hoje chorei.

Bolas, que isto cansa....

domingo, outubro 2

30º em Lisboa??


Vamos lá mas é rumar ao Ribatejo para um dia em família e, tudo indica, com belos banhos de piscina!
Ao menos por lá há mais uns braços para mimar e pegar e entreter os nossos meninos...


sábado, outubro 1


E depois revemos aquelas pessoas tão queridas que vêm a Lisboa de tempos a tempos e que, ainda assim, arranjam uma hora para vir conhecer a nossa Florzinha e dar uns apertões ao Sr. Piolho.
Há amizades que valem mesmo, mesmo a pena.

Adorámos a visita, querida S.
E sim, o teu coração acertou em cheio!!! (sorriso)


Como é que uma coisinha assim nos altera tanto os hábitos? (sorriso)

Desejo profundo:


O que eu queria mesmo era estar na praia, a banhos...


quinta-feira, setembro 29

Para registo:


Estas horas de banhos-jantar-dentes-história-óó sem o papá são terríveis.
Mesmo, mesmo.
Fazes cá falta, pá!
Despacha-te faxavor!



Há momentos, com a miúda aos berros há quase uma hora, ele a meio de uma birra, das habituais, só porque sim, sem o papá por perto, quase me chegaram as lágrimas aos olhos, mas depois, ri-me.
Ri-me e foi o melhor remédio... ela parou de chorar e miracolosamente adormeceu. Olhei para o Sr. Piolho e ele estava de volta de um prato de esparguete à bolonhesa que desapareceu enquanto o Diabo esfregou um olho. Sozinho e quase sem grande chavascal...

Há mesmo situações em que rir é o melhor remédio... é pena não me dar para isto também às três e às quatro da matina... pois.


avô


Dentro do mau, o resultado que esperávamos com ansiedade, foi o melhor.
Ao menos isso.


quarta-feira, setembro 28

A tragédia... o horror....


É a porr* do quisto do pé ter voltado a dar as caras.
Durante a gravidez, como os tendões e músculos dão de si e alargam a valer, andei nas núvens, para além de ter usado e abusado de sapatunfos confortabilérrimos!
Pois que agora ele voltou.
Em grande!
Tão em grande que já ando em conversações com Dom Marido para que me ajude a mentalizar que sim, que vou à faca e que sim, vou ficar com um ou dois dedos insensíveis para o resto da vida.

Haverá coisas piores, pois claro.
Côxa é que não , caramba!


Primeiro castigo a valer....


Só Deus sabe como tenho o coração partido...

Não quis jantar. Aliás, não quis o segundo prato, já que a sopa, ainda assim, come sempre.
A massa era do seu agrado, que eu sei.
Embirrou que não gostava.
Fez uma birra descomunal.
Esteve uma hora à mesa.
Aqueci o prato duas vezes.
O pai, por compaixão, partiu-lhe uma pêra que ele comeu.
Saiu da mesa, debaixo de choro, lavou dentes, fez xixi, pôs a fralda, arrumou brinquedos, sem um piu, e está na cama, às escuras, sem história.
Daqui consigo ouvi-lo a choramingar.

Se não ficarmos malucos nesta fase, já não há nada que nos tire a sanidade mental...

terça-feira, setembro 27

Ah, e mais essa!


... depois ainda tenho a educadora a dizer que o miúdo não devia saber contar e conhecer os números como conhece, nem tão pouco o abecedário que ele tão bem conhece de cor... mal sabe ela que o puto é pró em bandeiras.... "Santa Lúcia": alguém sabe como é a bandeira de um país chamado Santa Lúcia?! Ele sabe.
Medo.



Amanhã é dia de nervos.
Saem os resultados do exame do avô.


Rotinas


Isto não anda fácil...
Durante o dia, é ver-me de mama de fora, a contar uma, duas, horas... uma, duas, três... oba, aguentou mais 4 minutos... agora vou dormir 20 minutos... agora vou buscá-lo à escola...
Finais de dia para esquecer... birras atrás de birras, gritos, suspiros, falta de paciência à flor da pele.
O cansaço faz destas coisas... e quando chega a noite, até me dá vontade de chorar, só de pensar que, no máximo, durmo 2h seguidas.
Eu sabia que ia ser difícil, mas não pensei que fosse tanto.
A sério....
E para ajudar a completar este lindo ramalhete, há 3 noites que o sr. Piolho acorda a meio da noite, num pranto, e fica uma hora e meia (pois, essa hora e meia que poderíamos estar a dormir...) aos gritos e nós a tentar acalmá-lo...
Tumultos emocionais devido ao turbilhão de emoções por que anda a passar. É a explicação que encontro.

Bolas, bolas, bolas...
Melhores dias virão, é só no que penso.


domingo, setembro 25


E hoje é dia de lanche daqueles mesmo bons, bons, bons!
Haverá gritos e correrias, pois que haverá, mas também haverá gargalhada da boa!..
E disso é que a malta precisa...



Nota mental:


Na semana passada, ainda que a contra-relógio, consegui ir à manicura, à pedicura e à depilação.
Em dois dias despachei os pendentes desses assuntos...
Ainda que a correr, foi maravilhoso!
Isso só pode querer dizer que as coisas vão melhorar e qualquer dia até ao cabeleireiro me dou ao luxo de ir... (sorriso)


Saturday night feever...


Ontem veio cá jantar um amigo.
Paelha. Hummmmm... deliciosa.
O Sr. Piolho estava especialmente contente, adora o amigo P. e parecia eléctrico!
Às dez, com ela a dormir profundamente e ele a dar pistas de sono, decidi subir com os dois para dormir.
Ela aguentou, heroicamente, mais de 4h sem comer e ele adormeceu em menos de nada.
E eu consegui dormir 3h seguidas!! Um feito nunca antes visto desde há um mes e tal para cá...
E a seguir? A seguir ela acordou, porque está ligeiramente constipada, todas as horas, e entre as 4h e as 5h30 da manhã, também ele veio para a nossa cama porque... porque sim.
Resultado, estou aqui que nem zombie, mais para lá do que para cá, e morta de fome, pois claro ... (sorriso)

Há quem vá dançar para a discoteca.
Por cá, a dança é outra...

quinta-feira, setembro 22

E são mesmo precisos todos?...


É verdade que normalmente sou a primeira a tomar banho de manhã, para os despachar depois a eles... é verdade que devo estar debaixo de água uns 6 minutos, mas depois...~
O creme da cara não é o mesmo que o creme dos olhos.
O creme do peito não é o mesmo creme dos mamilos que também não é o mesmo da barriga, porque esse é o reafirmante.
O das pernas também é diferente e esse, vá lá, é o mesmo dos braços.
Por fim, há dois creminhos que se dizem milagrosos e que passo na cicatriz: um de manhã e um à noite.
Este da noite é bom que seja milagroso mesmo porque custou a módica quantia de 45€ (qua-ren-ta-e-cin-co-eu-ros!!!!)

E é isto.
É a altura do dia dedicada à beleza e cuidado do corpo... e são momentos agradáveis... de que maneira...


quarta-feira, setembro 21

Só???


Hoje soube que apenas 5% das mães amamentam os bebés na sua plenitude.
Saem da maternidade quase todas a dar de mamar, mas nos primeiros 2 meses quase todas desistem.
Eu faço parte dos 5%.
Mas como eu entendo as outras todas...



Estou tão cansada que todos os dias a esta hora sinto-me febril e com dores no corpo, como se estivesse doente...



Já não aguento a conversa do Alberto João Jardim e do buraco da Madeira!
buff...


terça-feira, setembro 20

Parabéns Papá!


Anima-te, porque tudo vai correr bem.
Tenho a certeza.

Um beijo.
Teresa


domingo, setembro 18

Pormenorzinho com alguma importância


Optei por dormir sem soutien.
Aquilo apertava-me e acho que me fazia demorar mais uns... quê?... três segundos a adormecer do que agora, sem ele.

O mau da coisa é que, mal passam as duas horas da ordem, se ela não acorda e faz o "seu trabalho", as "senhoras" começam imediatamente a pingar, como que a dizer "Então pá, não é já!?"
E então ele é camisa de noite, lençóis e tudo molhado, a cheirar a leite.
Um must, portanto...

Ai eu...



Por cá, tudo dorme.
Tudo, menos eu.
Eu, que ao fim e ao cabo, sou quem mais precisa dormir...
Deu-me a espertina e nem com a miúda a dormir há quase 2h aproveito para descansar... quer dizer, descansar até descansei, mas de olho bem aberto, a ver um filme, que é coisa, leia-se, que não faço há algum tempo... muito tempo , aliás... portanto, não é propriamente tempo perdido.
Os rapazes dormem sossegados.
O papá bem que precisa, para descomprimir...

Na sexta-feira fomos ao aniversário de um amigo, todos quatro, e quando vínhamos embora, a horas impróprias para uma bebé de um mês andar pela rua, comentámos um com o outro que não pensámos que fosse tão difícil e cansativo, isto dos dois filhos.
Eu tenho para mim que é só enquanto ela não aguentar mais tempo sem comer. O meu cansaço dá-me cabo dos nervos e dou por mim a respirar fundo muitas mais vezes por dia para não ter que desatar aos berros com todos.
Acho que tenho conseguido...
O Sr. Piolho anda muito mais irrequieto, ou então somos nós, e o nosso cansaço, que achamos que sim, que anda a pedi-las....
Ela muita mais rabugenta, ou então somos nós, podres de sono, que achamos que é uma bebé demasiado chorona e comilona e tuditudo.

O cansaço tem destas coisas...

Status

Sono permanente.
Cansaço.
Preocupação.
Quando a saúde dos nossos mais queridos está comprometida, nem os lindos olhos dos meus filhos me alegram ao ponto de vir escrevinhar...
Ainda por cima, na semana passada morreu a cadela do papá e ele andava tão triste...

Caramba!...


quinta-feira, setembro 15


Há alturas em que parece que tudo corre mal.
Estamos a passar por uma alturas dessas.

Bolas...


quarta-feira, setembro 14


Infelizmente mergulhámos no mundo maldito das cólicas....


terça-feira, setembro 13

Adenda:


E há mais as limitações da alimentação: ah isso muda o sabor do leite... hei, aquilo provoca cólicas... não, não podes tomar porque passa tudo pró leite...

Ah pois é...


E o piolho?


Passou com distinção a prova "ESCOLA" :)
Ontem e hoje já não chorou, perfeitamente adaptado e conformado, adora a história e, até ver, tudo corre sobre rodas.
A alimentação é o calcanhar de Aquiles, mas disso já eu estava à espera.
Cada coisa a seu tempo.
Sabê-lo bem e sem angústias para mim é o mais importante.

Qualquer dia até salada come. Tenho a certeza!


Mitos e verdades sobre a amamentação


Toda a gente sabe que a Organização Mundial de Saúde recomenda, porque de facto é o melhor, a amamentação em exclusivo até aos 6 meses e como complemento até aos 2 anos de idade.

Pois sim. Se tudo corresse às mil maravilhas, a percentagem de mães que dão de mamar de certeza que subia...

Bom, passo a relatar no que à minha experiência pessoal diz respeito.

Dar de mamar é uma chatice.
Basicamente é isso.

A subida do leite, no caso da Margarida ao fim de dois dias porque ela é uma mamona, é a pior coisa em todo o processo do parto.
As dores das contracções são más, mas não tão más.
As dores do útero a ir ao sítio são péssimas, mas não tão péssimas.
As dores dos intestinos a irem ao lugar são um horror, mas não tão horríveis.

Aquela sensação de empedrenimento das ditas, um calor indescritível, os canais entupidos e a necessidade de retirar o excesso com uma bomba são sensações pelas quais espero não voltar a passar... a massagem que me fizeram para que não fizesse a tão temida mastite foi a coisa mais dolorosa que já senti. A enfermeira a massajar-me com creme hidratante e eu agarrada à cama, com as lágrimas a caírem-me pela cara abaixo com dores agonizantes.
O tamanho do peito triplica, de tal forma que tive que comprar novas camisas de noite e soutiens, desta feita 3 números acima do habitual.
Enfim, valeu-me a minha minhoca comilona que nunca deixou que a coisa piorasse e encaroçasse!

Já em casa e com o assunto regularizado, os mamilos estão constantemente sensíveis e, como ela me suga de 2 em 2h, o leite sobe e, mesmo se ela dormisse mais um bocadinho, eu não consigo descansar com as senhoras a rebentar pelas costuras em leite e quase que a acordo para que beba...
E sei que isto vai durar pelo menos 2 meses, até fazer o chamado "calo".

E a lingerie? Sim, maravilhosa! Com fechos para que as sodonas coisinhas possam dar as caras a qualquer altura e em qualquer lugar.
Tendo em conta o tamanho e o mau estar da falta de suporte, nos próximos tempos, até durante a noite partilho a cama com o soutien de amamentação.

E a roupa? Sempre com botões, de cima abaixo, para facilitar. Pelo menos um nº acima do habitual, pois claro! Meses a fio.

Resumidamente, e com a cadência com que ela come, não tenho feito praticamente mais nada que não andar de mama de fora, a contar as horas para a próxima refeição e a pôr creme nos mamilos para que não rachem.

E eles não vão rachar e ela há-de mamar muito tempo e ser tão saudável quanto o irmão, que mamou até aos 7 meses.
E o momento em que a tenho ali ao colo, a saciá-la, é mesmo bonito e aproxima, sem dúvida, a mamã ao bebé... e ela gosta tanto que sorri e olha para mim com uns olhos deliciosos! E acalma-a. Sempre. As cólicas, o mau estar, o sono. Resolve quase tudo.
Está sempre pronto e à temperatura certa. E é grátis. E não pressupõe biberãos fervidos.

É evidente que os benefícios são claramente mais e melhores do que as chatices, mas mais uma vez ponho-me de pé e digo, sem dúvida nenhuma, que não é pêra doce.

Para que saibam.





domingo, setembro 11

Segunda-feira


O meu pintaínho já está a sofrer por antecipação.
Por mais do que uma vez já perguntou, para ter a certeza, que hoje é Domingo mas que amanhã já é dia de trabalho outra vez.
E depois treme-se-lhe o queixo e fica choramingas durante uns instantes, sem dar o braço a torcer e dizer abertamente que não, que não quer ir outra vez...
Estamos a prever outra semana dos diabos.

(suspiro)

Só por isso já desejo ansiosamente as férias do Natal....


Loucura!?


Cada vez me convenço mais que as mulheres que têm filhos sozinhas, por opção, independência ou seja lá o que lhe queiram chamar, têm o seu quê de loucas.
E coragem.
Muita coragem.
Com dois então, oh minhas amigas, pura loucura!


Conciliando as sestas das duas crias...


... entre ontem e hoje, sem contar com a meia dúzia de horas (de horas!?!? engraçadinha...) que durmo de noite, consegui a proeza de chonar (chonar?!?) 1h30 de sestas!
Bem bom, hãm!?


Nós vamos!!!!


Yes, I can...


Dobrar roupa, tirar e arrumar a loiça da máquina, escrever uma lista de compras, barrar marmelada em bolachas torradas... com a miúda ao colo!

E eles?
Eles foram ao parque.


sábado, setembro 10

Ontem ...


... foi um dos "nossos dias".
Festejámos SETE anos de namorados.
Não houve propriamente festejos.
As crias, ambas as duas, não o permitiram: ele, porque foi uma semana de emoções ao rubro e pareceu-nos demasiado chegar ao fim e toma lá, agora dormes nos avós que te lixas! Ela, porque ia ter que sacar da mama onde quer que fôssemos jantar porque a gaiata não se aguenta e conjugar hora de jantar, hora de mamada e correria... nã... não nos apetecia.
Festejámos a sós.
Com uma troca de presentes singela.
Eu recebi flores. Adoro. Hoje serão plantadas num dos canteiros da varanda do nosso quarto. E que bem que vão ficar a contrastar com a parede amarela da nossa gruta!
Ele recebeu uma cena da Vida é Bela para poder fazer umas coisas assim a atirar pró radical. Até podemos fazer os dois... mas também não me parece....



Pareço aquelas velhotas que quando se encostam em qualquer lado, no sofá, numa cadeira, num cadeirão, adormecem.
Quando é que este cansaço extremo passará?
Dois meses, pelo menos, não é?
Há-de ser até que a Minhoca consiga aguentar o micro estômago sem abastecer por mais de duas horas. Dia e noite. Dia e noite.

Chiça! Que é demais, miúda!

sexta-feira, setembro 9

E ela?


Ela já engordou um kilo desde que nasceu!!!!
UM KILO!!!
É ela a engordar e eu a desaparecer....
Mas está linda, linda, a minha florzinha!
O que nos safa é o apoio fabuloso da avó R. onde asilamos durante o dia para estarmos perto da escola do Sr. Piolho e a mamã poder dormir pequenas sestas....

Bom, hora dos banhos... (sorriso)


Prova-mais-ou-menos-superada!


Dois dias de choro antecipado ainda em casa, dois dias que fica conformado a ouvir a história, dois dias em que olha de lado e triste para todos os meninos que se agarram aos pescoços dos pais...
Ontem correu francamente bem, almoçou, lanchou, dormiu, brincou.
Hoje já não foi tão fácil, talvez por ser o fim da semana, uma semana verdadeiramente angustiante, para ele e para nós.
Eu por mim falo que sinto que me passou um camião por cima.
E-xaus-ta!

Vamos gozar e aproveitar bastante os dois dias que se seguem, com muito mimo e atenção porque na segunda-feira a história continua....


quarta-feira, setembro 7

3º dia


Quando o deixámos, ainda foi piior do que ontem... esperneou, gritou, olhou-nos outra vez com aqueles olhos terríveis...
Saí novamente a chorar e com o coração pequenino.
Liguei passado uma hora, à espera de ouvir que ele continuava num pranto, mas enganei-me!
O sr. Piolho tinha recuperado rapidamente do choro inicial, tinha ouvido uma história que entretanto os outros meninos também ouviram e que a educadora, maravilhosamente, contou.
O meu coração alegrou-se e ainda mais quando o fui buscar ao fim da manhã e o encontrei sentado à mesa, com os coleguinhas, de babete posto e prestes a começar a almoçar!

O meu amor pequenino está a conseguir superar esta prova de forma muito valente!

Sabemos que amanhã a entrega será má novamente, mas agora consigo acreditar que ele não vai estar todo o dia a sofrer e já creio que vai mesmo adorar a escola.
O desafio de amanhã é ficar todo o dia: manhã, almoço e sesta!

Vamos conseguir!
(sorriso)


terça-feira, setembro 6

Angústia


É a palavra que descreve o momento em que tivémos que deixar o nosso Piolho, o nosso menino, o nosso bebé, na escola, num pranto, aos gritos e a olhar para nós como quem diz "Que pais são vocês que me deixam aqui, neste sítio onde eu não conheço ninguém e se vão embora?!"
Saímos os dois a chorar, passei uma hora em ânsias, e quando liguei uma hora depois para saber como é que ele estava, ainda fiquei mais triste por saber que ele estava a chorar, mais calmo, mas a chorar, por vezes parava e ficava a observar os outros meninos, muitos deles em sofrimento também, mas depois que se lembrava e voltava a chorar e a gritar....
Fui buscá-lo ao fim da manhã.
Mal entrei no portão da escola ouvi-o chorar. Uma mãe reconhece o choro da sua cria entre todas as outras...
Entrei na sala e lá estava o meu tesouro, de joelhos no chão, a chorar.
Muito.
Mal me viu, levantou-se, limpou as lágrimas e deu-me um abraço sentido e apertado. Perguntou pelo papá, ainda me mostrou a casa de banho e viémos embora. A pé. Os dois.

Amanhã é outro dia.
Outra angústia.
Hoje diz que amanhã só fica um bocadinho, mas já estamos a prever outro desespero.

Nunca me passou pela cabeça que isto fosse tão violento.
Para todos.

Bolas...


segunda-feira, setembro 5

À 1ª cavadela, minhoca...


Pois que correu mal.
Muito mal, aliás.
Tão mal que às tantas foram as educadoras que sugeriram levá-lo de volta para casa e tentar outra vez amanhã...
Muitos meninos e meninas em prantos, agarrados aos pescoços dos pais e das mães, o que também, convenhamos, não ajudou à festa.
Ao princípio até parecia estar a correr lindamente... o Sr. Piolho entrou na sala e brincou que se fartou, mas quando lhe dissémos "Agora vamos embora..." é que a porca torceu o rabo... e torceu tanto que amanhã temos a segunda derradeira tentativa.

E só de pensar nisso fico sem vontade de escrever mais.... isto é horrível... mesmo, mesmo, mesmo.

(suspiro)

domingo, setembro 4

Tão querido!


- Então Vasquinho, diz lá ao avô o que é que levas na tua mochila nova, amanhã, para a escola?
- A minha fôfa (almofada) com uma fônha (fronha) nova e a chuchinha numa caixa amaéla!

(sorriso)


Um fim-de-semana do caraças!


Está a ser este....
Almoços em família, a aproveitar a micro estadia do tio R. por terras lusas, já que amanhã voa novamente para a cidade da Luz, mas vai com o coração cheio de mimos e quentinho do colo da sobrinha-flor que ainda não conhecia.

Ontem fomos a uma festa!
É verdade!
Todos quatro!
Fomos ajudar o G. a apagar as 5 velas e que bem que se esteve!
É bem verdade que os bebés não devem sair de casa, sem ser para ir ao médico, evidentemente, antes de completarem um mês de vida... mas também é verdade que nos segundos, terceiros e por aí adiante filhos, as coisas não são exactamente como foram no primeiro. É inevitável. E as solicitações são muitas, não dá para recusar e aqui a mamã já estava a ficar doida, sim, doida, por ver sempre as mesmas caras...
Foi delicioso... conversar a sentir a brisa e com Dona Flor a dormir no carrinho e o Sr. Piolho aos saltos a brincar com tantos meninos!

As noites? Mázinhas, pois claro!
Enquanto a miúda não aguentar mais do que 2h30 ou 3h sem comer, a coisa não melhora.
Há bocado, com a desculpa de adormecer rápido o mais velho, passei pelas brasas e acordei como nova!
Sei que logo estarei podre outra vez, mas estes bocadinhos renovam-me e isso é o que se quer!

Amanhã sim, vai ser um dia de emoções.
Ai eu....

sexta-feira, setembro 2

Coração de mãe apertadinho...

... porque segunda-feira o Sr. Piolho começa uma nova fase da vida dele, na escola, e eu estou cheia de medo que ele chore muito e que eu o traga de novo para casa.

Pois.....




Segurança Social

Os planos para hoje eram irmos tratar das papeladas na segurança Social.
Somos prioritários, por isso bora lá que num instante despachamos a coisa.
Pois sim...
Chegámos ao meio dia e as senhas tinham acabado uma hora antes.
Vá de reclamação, claro!
Não é que sirva para alguma coisa, mas se ninguém reclamar as coisas não mudam mesmo.

E pelo correio, alguém sabe se essas cenas se podem enviar pelo correio e já está!?!?


Futebolando...


Mas o que é que deu no Ricardo Carvalho???
Tá doido?
Bom, nós é que ficamos a perder, não ele... digo eu!
Ontem lá andámos, de um lado para o outro, trouxémos o almoço para casa, claro, meter a minhoca dentro de um Mac Donalds é algo verdadeiramente assustador....

No pediatra correu bem, no médico da mamã também.
Já cresceu 3cms e quase meio kilo desde que nasceu.
Eu já perdi quase 7Kgs e já não constam pontos aqui na barriguinha.

Tudo a andar, portanto... como se quer.

quinta-feira, setembro 1

Dava um dedo...


... do pé, vá, por um café...
e eu nem gosto de café!
Mas ando (andamos!) literalmente, a bater com a mona nas paredes, tal não é o sono....


Rambóia total!!!


Saímos de casa, está sol, fomos registar a minhoca e almoçar ao Mac Donalds!
Pela tarde temos consultas: eu e ela.
É a loucura!!!

(sorriso)


quarta-feira, agosto 31

Que neeeeervos!


Estendi a roupa.
Começou a chover a potes.
Nem tentei retirá-la a tempo... não me parece que tenha velocidade de reacção para isso.

Bolas....

É impressão minha...


... ou agora anda tudo com a mania (e a fobia) da corrida!?
Acompanho vários blogs e em quase todos a malta corre que se farta!
E eu que ODEIO correr, começo a acreditar que aquilo é capaz de fazer bem ao corpo e à alma, da maneira como tem adeptos... buff!



Ou a Sodôna Flor aumenta a cadência das refeições durante o dia (e durante a noite, não esquecer...) ou então vou passar os 5 mesinhos que me são devidos sem conseguir ir a lado nenhum sem passar pela "refeição fora de casa" que, confesso, não me agrada.
Vá de fralda por cima da cabeça, vá de descontracção porque sim, porque é natural e bla bla bla, mas eu não gosto.
Dar de mamar é coisa para se fazer no sossego do lar.
Mas se ela se mantiver assim, a abrir a goela de 1h30 em 1h30 ou, no máximo, de 2h em 2h, sou menina para lhe matar a fome no Centro de Estética, no Cabeleireiro ou no Restaurante, ah pois sou! (suspiro)

Não sei o que é que mexe mais aqui com a mamã: se é o cansaço acumulado, pelo sono e pelo esforço físico que se sente quando se dá de mamar com estes intervalos tão pequenos, ou se é a necessidade de ver pessoas e coisas e sair de casa e ir às compras....



Não pares com os lanchinhos de bolachas com marmelada, não...


Hoje é dia de visitas!


E nós estamos prontas para as receber!
Lindas!

O tempo não está de feição, mas os ânimos são outros!
Ver pessoas, para além dos de casa, dá ânimo a qualquer um! (sorriso)


terça-feira, agosto 30

'Tás a olhar!? :)


Ai não!...


Estes programas dos reformados... papo-os todos!

O preferido?
O Verão Total, que ainda por cima é subordinado ao tema "As Sete Maravilhas da Gastronomia"

Ehehhehhehehe



E em dias como o de hoje...






... é evidente que me atiro para fora de pé ao lanche....

Estados de Espírito


Hoje estou assumidamente... com a neura!
Acordei sem sol, a minhoca deu-nos uma noite dos diabos, predominam o sono e sr. cansaço e a fome... pois, essa então nunca me volta as costas, pois claro... buff...


segunda-feira, agosto 29

Se isto é fácil?!


Não, não é!
Não se iludam!
Mas com calma leva-se mais facilmente!
E o apoio é muito importante, senão tudo!

A parte pior, para mim, foi a subida do leite que aconteceu ainda na Clínica, pelo que o stress a isso associado não passou para dentro da Casa Amarela.
Quando regressei a casa, já essa parte estava regularizada.
Qualquer dia conto com pormenores.
Agora não me apetece lembrar tal coisa... (suspiro)

Os truques?

Respirar fundo e tentar gritar o mínimo possível.
Com todos.

Ver só as coisas boas.
Do género: Ah, que bom, já estendeu a roupa!... Ah que maravilha, a avó trouxe a roupa dela toda passadinha e até a arrumou nas gavetas... A sodôna Nice, bem-vinda! Cheira a limpa vidros! :) ...

Coordenar com as avós a estadia durante o dia do Sr. Piolho e ao fim da tarde dar-lhe pelo menos meia hora de muita atenção e só a ele.

Os 1ºs dez dias são os piores em termos de mobilidade, por isso é acreditar que no dia seguinte estaria melhor. E estava mesmo. As dores no início são muitas, é verdade, uma cesariana é uma operação, não é para brincar, mas agora já me mexo normalmente e subo escadas e tuditudo!

Mas não é fácil, não pensem... se compensa?!
Ohmeusamigos!
É OBVIO QUE COMPENSA!
Muitíssimo... todos os ai's! :)

7 anos

Ontem festejámos 7 anos do dia em que nos conhecemos.
Cada dia que passa tenho mais a certeza que faria tudo igual outra vez.
E não é fácil, pois claro que não é... as relações não são fáceis, mas assim vale a pena.
Tudo.

Por cá



Estamos bem, a miúda come e engorda a olhos vistos e a mamã perde peso como se quer...
Já abrandei um bocadinho os lanches e agora, sempre que sinto fome, que é com bastante regularidade, diga-se, vá de fruta, com casca, hum, tão bom....! e tostinhas... e água. Muita água que diz que faz bem a tudo! Até aos canos! :)

O Óscar vai para o papá que é o meu herói!
Ele cozinha, lava e estende roupa, dá banho à minhoca, adormece o Sr. Piolho... um verdadeiro papá de dois à altura.

Para ele, o meu xi-coração apertado (sorriso)


Ah pois é....


Quando passamos 4 dias no hospital, e com a lufa lufa que têm sido os últimos dias, hoje fomos ver o correio e, aí estão elas!
Contas e mais contas, algumas "fora da validade".
Nos últimos minutos paguei contas até mais não!
Haja saúde....


sábado, agosto 27


Todos dormem, na Casa Amarela.
Eu vim comer (Ah, jura!?) e agora vou deitar-me também.
Diz quem sabe que as mamãs devem aproveitar todos os momentos em que o bebé dorme, para dormir também.
E eu, tudo bem!


sexta-feira, agosto 26

Pormenor


E sim, é só mama, só mama.
Ela só perdeu peso no 1º dia.
Desde aí é vê-la ganhar aos 50g por dia.
Sai-me do pêlo, é verdade, mas para ela é o melhor.
E isso é só o que interessa...




Já passaram 8 dias!

Realmente....
E eu já me sinto quase, quase óptima, já me consigo levantar da cama quase, quase de repente, já desço ao rés do chão para as 3 refeições do dia.
Isto vai lá...

Ela, um amor em forma de flor!
Come e dorme.
De dia, mama de 1h30 em 1h30 e de noite já fez intervalos de 4h30.
Aqui a mamã é que, para lhe manter a cadência na alimentação diurna, para além de beber água às litradas, o que também é muito bom, convenhamos, para tudo, tem uma fome de leão!!!!!!
Ohmeudeus!
Isto é que é fome, senhores!
Tomo o pequeno almoço e de 1h30 em 1h30 vá de lanchinhos. E não é um lanchinho qualquer!
Quem já deu de mamar, sabe do que falo!
Têm que ser coisas boas!
Calóricas!
Doces!
Muitas!
Isto é tudo muito bonito porque ainda só passou uma semanita.
Depois não podemos continuar a comer croissants com queijo a meio da manhã, folhadinhos de ovo a meio da tarde, bolachinhas com marmelada antes do óó ....

Oito kilos.
Foi o que engordei durante os 9 meses.
Já perdi 5.
Quero (e vou) perder mais 5 porque comecei com 2 a mais.

O cansaço é tanto que já cheguei a ter febre!
E isto cheira-me que também me ajuda a emagrecer... aliás, é coisa para não me deixar engordar, masé...

Já quase entrámos na rotina dos 4.
O Sr Piolho está deslumbradíssimo com a mana dele e só quer é dar beijinhos e miminhos e quase que esborracha a miúda. Sempre que a vê mamar, diz que tem fome (sorriso).

Amanhã gostava de ir com os rapazes ao parque.
Confesso que já estou um bocadinho farta de estar em casa, se bem que quando dou por mim é fim do dia e Ah, o que é o jantar?? :)