segunda-feira, agosto 12

Jesus!!!


E a fobia que se instalou nas mães em quererem que os bebés adormeçam sozinhos no berço!?!
Epá, c'a nervos!
Faço parte de um grupo do FB que se chama "Mães" e quase dia sim dia não há uma mãe a dizer que o filho não adormece sozinho e chora e re-béu-béu-pardais-ao-ninho. E pegar nele, não?!
Mas é tão pouco o tempo que temos para lhes pegar ao colo e adormecê-los junto a nós... porque é que hão-de queres acabar com isso logo quando a criança ainda mama!?!
Credo!!!
Digo eu, cujo mais velho adormeceu ao colo até aos 9 meses e na nossa cama até aos .... quê?... ano e meio. E que ainda agora nos deitamos com ele de mão dada e contamos histórias e só vamos embora quando ele fecha os olhos....
E com a mai nova a moda é a mesma, como é natural.

Ai eu....



10 comentários:

  1. Não conheço um único profissional médico, de educação ou mesmo algum estudo científico que defenda o método que utiliza. Antes pelo contrário. De tudo o que tenho lido, todos os especialistas defendem que a criança deve ser ensinada a dormir sozinha. Aprendi, desde que sou mãe, que nunca devemos criticar de ânimo leve as opções de outras mães. Para mim, faz todo o sentido que os meus filhos saibam adormecer sozinhos, ambos foram para as suas camas aos 4 meses. Nunca tive de utilizar o método de Estevil ou outro qualquer. Porquê tanta irritação por quem opta por métodos diferentes dos seus?
    Carla Antão

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Carla,
      Eu não utilizo nenhum método em especial. É o meu-método. O nosso-método. Não faço disso o meu cavalo de batalha mas custa-me, MESMO, MESMO, saber que há crianças que choram até adormecer. Pensar nisso põe-me doente!!
      Esta irratação passa, não se rale! ;)
      Bom resto de semana para si!

      Eliminar
  2. Olá, Teresa! Os meus (ela com 6 anos e ele com quase 3) adormecem sozinhos na cama deles, mas se quiserem adormecer na nossa cama de mão dada connosco também estão inteiramente à vontade. Ela só foi para o quarto dela aos 9 meses e ele, já nem me lembro (acho que já depois de ter um ano), mas se quiserem ficar ao nosso colo e adormecer com uma dose extra de mimo, também o podem fazer e nunca lhes fez mal nenhum e não é por isso que são mais dependentes de nós, até porque maior parte das vezes eles pedem para dormir na cama deles, bastanto lá estar um de nós para um mimo extra na hora de dormir.
    Beijinhos, Célia

    ResponderEliminar
  3. Excerto de uma entrevista a Teresa Paiva. Formada em Medicina em 1969 e a partir da especialização em neurologia tropeçou nas doenças relacionadas com o sono. Desde há vinte anos que se dedica a ver e a ensinar os outros a dormir.
    O seu trabalho foi por diversas vezes premiado e colabora regularmente em ensaios clínicos com especialistas de todo o mundo. É co-autora de várias obras relacionadas com a temática do sono, criou o centro de Electroencefalograma e Neurofisiologia Clínica e é responsável pelo primeiro mestrado em sono mundial.
    É professora universitária e neurologista.

    SRD – As crianças são um caso à parte?

    TP – Ando muito preocupada com as crianças. É essencial que uma criança pequena, assim como aprende a andar e a comer, aprenda a dormir. A dormir sozinha.

    SRD – E isso ensina-se?

    TP – Seria uma coisa normal se os pais não desensinassem. Não é preciso ensinar ninguém a dormir, como não é preciso ensinar ninguém a andar. Há milhões de anos que é assim. Os andarilhos não fazem nada de especial e a criança aprende a andar na idade respectiva. Quando a criança está desensinada, é importante ensiná-la a dormir sozinha na sua cama pelos seus meios. Isso vai torná-la uma pessoa robusta quando for adulta, porque adquiriu essa autonomia. Uma criança que dorme na cama dos pais, que não é capaz de adormecer sozinha, tem um risco aumentado de ter ansiedade, depressão e insónia em adulta. É o que eu vejo aqui todos os dias.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cara anónimo/a, obrigada pelo comentário e pelo excerto da entrevista.
      Já li bastantes sobre o tema.
      O que me aflige, verdadeiramente, são os bebés que choram até adormecer....
      Buff!
      Um bom resto de semana!

      Eliminar
  4. Por acaso também me mete bastante impressão. Por cima de mim mora uma bebe que todos os dias fica imenso tempo a chora à noite (deduzo que seja na hora de adormecer). A coisa às vezes prolonga-se por mais de meia hora e é aflitivo. Eu era incapaz de ter uma criança a chorar tanto tempo e não ir lá.
    Eu tenho um irmão com 8 anos que, felizmente, nunca teve problemas na hora de dormir, mas adormeceu algumas vezes com companhia. Aos poucos a coisa foi-se definindo, de modo que, hoje ele sabe que pode vir brincar para a minha cama ou para a da minha mãe, mas na hora de dormir está no quartinho dele (isto no tempo de aulas, agora somos menos rigorosas).
    Na minha opinião (que nem sequer sou mãe), não são necessários métodos traumáticos para que as crianças aprendam, muito pelo contrário.
    Bjs

    ResponderEliminar
  5. Entre deixar um bebé chorar até adormecer e adormecê-lo ao colo ou ficar ao lado de uma criança até esta adormecer, vai um distância enorme. Acredito que existem tantas outras soluções no meio...Acredito que os bebés devem adormecer sozinhos sem o nosso colo ou a nossa mão, faz parte do processo de crescimento, como andar ou comer sozinhos, mas para isso não precisam de chorar até adormecer como também não precisam que lhes peguemos ao colo até adormecerem. Imagino o terror de um bebé que adormece sempre ao colo da mãe e, ao acordar a meio da noite numa fase leve do sono, se vê sozinho. Não me parece muito diferente daquele que é deixado sozinho a chorar até adormecer...

    ResponderEliminar
  6. Ora bem! Lá está! Estamos novamente a falar de coisas diferentes!
    1. Os bebés e as crianças não devem chorar até adormecer! Ponto um e ponto único! Com ou sem estudos, independentemente das verdades científicas, é cruel, desumano e triste transformar um momento de tranquilidade e carinho, num momento de medo. Principalmente porque cheios de medo já estão de encarar a hora de dormir, a hora de se deixar ir...
    2. As crianças e não ficam mais ou menos independentes ou robustas por dormirem com ou sem os pais. Há inúmeros culturas que praticam o co-slepping e nem por isso os adultos se puseram palermas por causa disso. E as frases tiradas do contexto valem de pouco. Se lermos a entrevista completa da Teresa Paiva percebemos que o que ela quer dizer, e o que a precupa, são crianças que cumprem o ritmo do pais e por isso dormem muito pouco. Além disso os rituais para adormecer também são defendidos por quase todos os profissionais. E pergunto eu, se o ritual for ler uma história, dar um beijinho e ir embora é válido. E se for ler uma história, dar um beijinho e fazer miminhos na cabeça até a criança adormecer, já não é?
    Ora essa..
    Bom teresa, desculpe, invadi-lhe o estaminé à grande, mas isto irrita-me um bom bocado, tal como a si, reconheço...
    Bjo

    ResponderEliminar